10 de Junho: de Portalegre a Cabo Verde

Em pleno Atlântico, na Cidade da Praia e no Mindelo, Marcelo Rebelo de Sousa conclui, em encontros com a comunidade portuguesa local, as festividades.

Foto
Marcelo, ontem, em Portalegre, para a cerimónia do içar da bandeira LUSA/NUNO VEIGA

Na manhã deste 10 de Junho, o Presidente da República preside à cerimónia militar comemorativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades que decorre este ano entre Portalegre e Cabo Verde.

Na cidade do Alto Alentejo, e perante o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, do primeiro-ministro, António Costa, dos ministros da Defesa Nacional e da Educação, respectivamente João Gomes Cravinho e Tiago Brandão Rodrigues, Marcelo Rebelo de Sousa faz o seu primeiro discurso.

Tradicionalmente, esta intervenção dura entre cinco a dez minutos e na cerimónia o Presidente agradece aos heróis de hoje, os militares presentes nas Forças Nacionais Destacadas, pela sua contribuição para a paz e estabilidade política nos cenários onde estão colocados. A ouvir este discurso de Marcelo, está o Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, e no desfile militar há uma representação cabo-verdiana.

O jornalista e colunista do PÚBLICO, João Miguel Tavares, natural de Portalegre e presidente da comissão organizadora, fala antes do Presidente da República. Na sua intervenção deve chamar a importância para o interior do país.

A seguir, Marcelo Rebelo de Sousa voa para Cabo Verde onde inicia as comemorações na Cidade da Praia com o primeiro-ministro, António Costa, o Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, e os ministros da Defesa e Educação. Na Praia, Marcelo fala perante os representantes da comunidade portuguesa naquele país, que é composta por 21 mil pessoas.

Nesta cerimónia, está também presente o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e os deputados Feliciano Barreiras Duarte, do PSD, Carlos Pereira (PS), Maria Manuel Rola, do Bloco de Esquerda, Pedro Mota Soares (CDS-PP) e João Dias, do PCP.

Depois, já no Mindelo, o programa inclui uma visita a uma exposição de arte contemporânea, um convívio com jovens desportistas em companhia do futebolista Eliseu, ex-jogador do Benfica que integrou a selecção campeã da Europa em 2016, e que tem a dupla nacionalidade. As comemorações terminam com uma recepção naquela cidade aos portugueses ao fim desta tarde.