Ticha Penicheiro vai entrar no corredor da fama do basquetebol feminino nos EUA

Portuguesa vai receber a distinção este fim-de-semana.

Ticha Penicheiro
Foto
Ticha Penicheiro Carla Carvalho Tomás/arquivo

A antiga internacional portuguesa Ticha Penicheiro vai entrar no Women"s Basketball Hall of Fame (WBHOF), naquela que é a mais importante distinção da carreira de uma basquetebolista nos Estados Unidos, avançou esta sexta-feira a Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB).

“Patrícia Nunes Penicheiro, ou simplesmente “Ticha” (44 anos), é agente desportiva, depois de uma longa carreira recheada de êxitos nos Estados Unidos e na Europa”, destacou em comunicado a FPB, informando que a cerimónia de indução, a 21.ª da história do WBHOF, vai ocorrer no Tennessee Theatre de Knoxville, no Tennessee, a partir das 19h locais (meia-noite de Lisboa, na madrugada de sábado para domingo).

Ticha Penicheiro jogou ao longo de 15 temporadas na WNBA (liga profissional feminina dos Estados Unidos), tendo sido campeã em 2005 ao serviço das Sacramento Monarchs, e coleccionou várias distinções individuais durante esse período, tendo, por exemplo, participado em quatro ocasiões no jogo “All Star” da WNBA e sido escolhida em 2011 como uma das 15 melhores jogadoras da história da WNBA.

Até 2017, a basquetebolista portuguesa foi a líder da história da WNBA em assistências (1.121) e, em 2016, foi uma das atletas escolhidas para integrar o lote das 20 melhores atletas da WNBA nos primeiros 20 anos de existência da Liga norte-americana.

Conta com 100 internacionalizações pelas várias selecções portuguesas, incluindo 56 pela equipa sénior, tendo sido condecorada com a Medalha Olímpica “Nobre Guedes” do Comité Olímpico de Portugal (1998), com o Grau de Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (1999), com a Medalha de Honra ao Mérito Desportivo (2005) e com o Prémio Excelência FPB (2017).