Futuro canil de Aveiro albergará mais de 200 animais

Equipamento será um dos pólos do Centro Intermunicipal de Recolha de Animais e ficará instalado em Taboeira.

Foto
RS Ricardo Silva

O projecto está quase concluído e a estimativa aponta para que a obra possa avançar no terreno no início do próximo ano. O futuro canil de Aveiro irá custar cerca de 800 mil euros e será uma das peças do “puzzle” Centro Intermunicipal de Recolha de Animais – a opção recaiu por por uma solução à escala da região, construindo três equipamentos (em Águeda, Aveiro e Ovar), que se associarão ao já existente em Ílhavo.

No conjunto dos três pólos serão investidos 2,5 milhões de euros, totalmente suportados pelos municípios. Pretexto mais que suficiente para o autarca aveirense, Ribau Esteves, criticar os apoios atribuídos pelo Governo para financiar a construção de centros de recolha oficial de animais. “É tudo circo na governação no que toca aos animais de companhia”, criticou. “É só discurso, só conversa”, vincou o autarca, notando “aquela verba de 2 milhões de euros no Orçamento do Estado é ridículo”. “Só nós [região de Aveiro] já vamos em quase 3 milhões de euros”, argumentou.

Aquele que será o pólo de Aveiro do Centro Intermunicipal de Recolha de Animais, ficará instalado em Taboeira, junto ao serviços da câmara municipal de Aveiro – precisamente, no terreno onde começou a ser edificado um canil, mas cuja obra acabou por ser abandonada durante a gestão do anterior presidente. O equipamento contará com espaços para apoio administrativo, sala de cirurgia, postos de vacinação, boxes de animais, celas de quarentena, áreas verdes e outros serviços. Terá capacidade para albergar um total de 214 animais, inclusive para animais de grande porte (bovinos ou cavalos).

Ribau Esteves garante que a autarquia não estará à espera da conclusão desta obra para avançar noutras frentes, nomeadamente através da realização de campanhas de esterilização. Depois de concluir o processo de contratação de um veterinário municipal, a edilidade estará capaz de dar outras respostas. É um instrumento importante para termos competências técnicas”, destacou o presidente da câmara.

No terreno contíguo ao canil, ficará instalado o Ecocentro Municipal, cujo projecto também foi apresentado esta quarta-feira, no âmbito do encerramento da semana do ambiente. Um investimento de 350 mil euros que a autarquia espera também poder ver avançar no terreno no início de 2010. Terá um espaço para formação e educação ambiental, para além da recolha selectiva de resíduos (papel, plástico, metal, equipamentos eléctricos e resíduos de construção, entre outros).