A primeira “dobradinha” da história do FC Porto

“Dragões” juntaram o triunfo na Taça de Portugal ao do campeonato, batendo o Águas Santas pela margem mínima na final.

Foto
LUSA/HOMEM DE GOUVEIA

O FC Porto terminou a temporada 2018-19 de andebol com um feito histórico: nunca antes os “dragões” tinham conseguido conquistar as duas mais importantes provas do calendário nacional da modalidade na mesma temporada. Com o triunfo deste domingo sobre o Águas Santas, por 31-30, os “azuis e brancos” juntaram a Taça de Portugal ao campeonato no palmarés.

Doze anos depois de ter levantado pela última vez o troféu, o FC Porto voltou a impor-se na Taça. Num percurso que incluiu vitórias sobre o Boavista (26-40), Sporting (28-23), nos oitavos-de-final, Belenenses (34-26) e Póvoa Andebol (30-23), a equipa orientada pelo sueco Magnus Andersson chegou ao derradeiro encontro, no Pavilhão Multiusos de Sines, com encontro marcado diante do Águas Santas.

Ao longo da temporada, as duas equipas já se tinham defrontado em quatro ocasiões no campeonato, sempre com o FC Porto a sair por cima (triunfos por 39-25 e 37-27 em casa, e por 29-33 e 25-28 fora). Neste domingo, a superioridade do campeão nacional repetiu-se, apesar da enorme resposta do rival. Com Miguel Martins em bom plano (terminou a partida com sete golos), os “dragões” aceleraram ainda no primeiro tempo e chegaram ao intervalo a ganhar por 18-11.

Sete golos de diferença obrigavam o Águas Santas a arriscar no segundo tempo e os maiatos reagiram de uma forma surpreendente, reduzindo para 28-27 a pouco mais de seis minutos do final e empatando mesmo o jogo aos 58’. Foi preciso um momento de inspiração de Fábio Magalhães que, no último lance do jogo, rematou de segunda linha para o triunfo do FC Porto. Um triunfo que lhe valeu a oitava Taça de Portugal do palmarés.