Neymar acusado de violar uma mulher em Paris. “Foi uma armadilha”, diz jogador

A alegada vítima apresentou queixa na sexta-feira, em São Paulo. Jogador fala em relações consentidas e revela conversa no Whatsapp.

,Paris Saint-Germain FC
Foto
Neymar Reuters/RICARDO MORAES

O futebolista brasileiro Neymar está a ser acusado de ter violado uma mulher em Paris, de acordo com um documento da polícia a que a Associated Press teve acesso.

De acordo com o mesmo documento, o caso aconteceu a 15 de Maio de 2019, às 20h20, num hotel de Paris (onde Neymar, de 27 anos, joga pelo Paris Saint-Germain). A alegada vítima apresentou queixa na passada sexta-feira, em São Paulo.

De acordo com o site brasileiro Globo Esporte, a mulher afirma no boletim de ocorrência que estava abalada emocionalmente e com medo de registar a queixa noutro país, por isso optou por fazê-lo numa esquadra de São Paulo, onde reside. 

A mulher diz que conheceu Neymar através de mensagens no Instagram e que um representante do jogador lhe comprou os bilhetes de avião e um quarto de hotel em Paris. Segundo o documento apresentado pela AP, a mulher referiu que Neymar chegou por volta das 20h, aparentemente bêbado. Ambos terão trocado carícias, mas alegadamente logo depois o jogador ter-se-á tornado agressivo, obrigando-a a ter relações sexuais.

Durante a madrugada, já depois de revelada esta informação Neymar publicou um vídeo no Facebook no qual garante: “O que aconteceu foi totalmente o contrário do que falam e dizem”. O que aconteceu em Paris, garante, “foi o que acontece entre homem e mulher, entre quatro paredes”. Diz ainda que “existem pessoas que querem se aproveitar, extorquir as outras pessoas”, mas espera “que a Justiça olhe as mensagens e veja o que realmente aconteceu”.

“Foi uma armadilha e acabei caindo”, remata. Em seguida, expõe as conversas que teve com a mulher no Whatsapp, diz, “para provar que não aconteceu nada demais”.

Pai defende Neymar 

Reagindo à acusação de violação de que o jogador do Paris Saint-Germain foi alvo, o pai e representante do futebolista Neymar disse no sábado que estão a tentar extorquir o seu filho.

Em declarações ao canal brasileiro Bandeirantes, Neymar da Silva Santos disse que o filho teve relações sexuais com a mulher que o acusa de violação, mas que estas foram consentidas por ambos.

O pai do futebolista diz que alegados representantes da vítima “são pessoas que tentam chantagear” Neymar, afirmando que estão preparados para elas.

“Infelizmente entristece-nos este tipo de situação, mas estamos tranquilos e à espera que a Justiça resolva, porque as acusações não são verdadeiras. Ela vai ter de pagar pelo que está a dizer e a Justiça vai resolver este caso o mais rápido possível”, referiu.