Centenas de adeptos protestaram contra jogadores do Chaves por descida de divisão

Equipa de Chaves desceu à segunda divisão, depois de perder a última partida do campeonato contra o Tondela, que assim assegurou a manutenção no principal escalão.

Regras Internacionais de Futebol
Foto
A partida terminou com a vitória do Tondela sobre o Chaves LUSA/NUNO ANDRé FERREIRA

Centenas de adeptos manifestaram-se contra os jogadores do Desportivo de Chaves, à chegada da equipa após a derrota em Tondela, no domingo, por 5-2, que ditou a descida de divisão na última jornada da I Liga portuguesa de futebol.

À chegada do autocarro da equipa ao Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, em Chaves, após o encontro em Tondela que determinou a despromoção após três épocas consecutivas no escalão máximo, os ânimos exaltaram-se com o elevar do tom de críticas dos adeptos e a tentativa de alguns em “tirar satisfações” aos jogadores.

A situação foi controlada com intervenção da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Chaves, com o apoio de elementos de Vila Real, afastando os adeptos mais exaltados e permitindo aos jogadores saírem em segurança das imediações do estádio nas suas viaturas.

O técnico José Mota foi o último a sair das instalações com a sua equipa técnica, e deslocou-se junto dos adeptos, acabando por receber aplausos e pedidos para permanecer e devolver o clube à I Liga.

Entre críticas aos jogadores e à estrutura, os adeptos ainda aplaudiram o investidor e presidente honorário do emblema de Trás-os-Montes, Francisco Carvalho.

O Desportivo de Chaves desceu no domingo à II Liga, após a derrota por 5-2 frente ao Tondela, em encontro da última jornada da I Liga portuguesa de futebol realizado no terreno dos “beirões”, que com o triunfo garantiram a permanência.

Na viagem de regresso, o autocarro que transportou a equipa flaviense sofreu um acidente de viação, com um veículo ligeiro, no IP3 quando seguia em direcção a Viseu, sem causar feridos mas obrigando à intervenção da Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana (GNR) e atrasando o regresso a Chaves.