Comissão e Parlamento Europeu recusam financiar queima de lixo

Regulamento do Feder e do Fundo de Coesão ainda terá de ser votado pelo Conselho Europeu, mas a Associação ambientalista Zero questiona se Governo mantém estratégia para o sector, na qual previa 200 milhões de investimento na incineração.

Foto
A Valorsul é uma das empresas que em Portugal exploram unidades de incineração de resíduos urbanos João Henriques

A Comissão e o Parlamento Europeu aprovaram um regulamento para os próximos Fundo de Coesão e Fundo de Desenvolvimento Regional (Feder) que mantém de fora o financiamento comunitário de aterros e alarga, agora, essa interdição às unidades de incineração de lixo urbano.