António e o cartoon de Trump e Netanyahu: “É importante separar as críticas a Israel do anti-semitismo”

Trump criticou a publicação do cartoon na edição internacional do New York Times. Perante acusações de anti-semitismo, o autor português afirma que se trata apenas de um desenho sobre “um político cego que tem um cão que o conduz”.

,A casa branca
Foto
O Presidente norte-americano Donald Trump e o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu Reuters/Leah Millis

Quem folheasse a edição internacional do New York Times da passada quinta-feira encontraria, nas páginas de Opinião, um cartoon do português António em que o Presidente norte-americano Donald Trump surgia guiado por um cão com o rosto do primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu. A ilustração, entretanto retirada do site, e que motivou um pedido de desculpas do jornal, não foi bem recebido por leitores que apontaram conotações anti-semitas ao desenho.