CM Fornos de Algodres
Foto
CM Fornos de Algodres

Fornos de Algodres distribuiu dois mil sacos de tecido para pão

Campanha municipal “STOP ao Uso do Plástico” distribuiu sacos de tecido próprios para o pão junto dos estabelecimentos comerciais de Fornos de Algodres.

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, distribuiu mais de dois mil sacos de tecido próprios para o transporte de pão, junto dos comerciantes e das indústrias de panificação locais.

Segundo a autarquia presidida por Manuel Fonseca, a acção de sensibilização ambiental insere-se na campanha “STOP ao Uso do Plástico”, que integra a Estratégia Ambiental do município de Fornos de Algodres, apoiada pelo Fundo Ambiental.

A autarquia refere, em comunicado publicado na página oficial, que a distribuição de sacos de pano próprios para o pão junto dos estabelecimentos comerciais do concelho tem como principal objectivo “sensibilizar toda a população para a utilização de sacos reutilizáveis com vista a reduzir a produção de resíduos, especialmente o plástico”.

“Com esta acção, o município de Fornos de Algodres, além de estar a ajudar a economia local dos profissionais, está, claramente, a caminhar para uma economia mais circular, contribuindo para a reutilização e a valorização dos materiais”, remata a fonte.

No âmbito da campanha de sensibilização “STOP ao Uso do Plástico”, a Câmara Municipal de Fornos de Algodres, proíbe, desde o início do ano, a utilização de plástico descartável nas infra-estruturas e nos eventos sob a sua responsabilidade.

Com as medidas adoptadas, o município “segue localmente as políticas de âmbito nacional, contribuindo desta forma para uma transição da actual economia linear para uma economia circular”.

“Esta transição exige a promoção do uso eficiente de recursos, através de procedimentos e comportamentos assentes na desmaterialização, na reciclagem, na reutilização e na valorização de materiais, de forma a extrair o máximo de utilidade dos bens e equipamentos, prolongando o seu ciclo de vida e contribuindo, assim, decisivamente, para uma eficaz redução na produção de resíduos”, justifica.