UEFA abre investigação a festejo polémico de Cristiano Ronaldo

Entidade desportiva irá analisar se celebração do avançado português quebrou códigos de conduta. Por festejo semelhante, Diego Simeone, treinador do Atlético de Madrid, pagou multa de 20 mil euros.

Festejo que valeu a investigação da UEFA
Foto
O festejo de Cristiano Ronaldo que valeu a investigação da UEFA epa/ALESSANDRO DI MARCO

O festejo polémico de Cristiano Ronaldo no jogo frente ao Atlético de Madrid vai ser investigado pela UEFA. Na manhã desta segunda-feira, a entidade desportiva anunciou que o painel disciplinar irá decidir se a celebração de CR7 quebrou os regulamentos de conduta da entidade desportiva.

“Depois de uma investigação disciplinar realizada por um inspector de ética e disciplina da UEFA, em conformidade com o artigo 55.º do regulamento disciplinar, abriram-se procedimentos disciplinares depois da ronda dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões entre a Juventus e o Atlético Madrid, disputado a 12 de Março, em Itália”, informa a UEFA.

A UEFA adianta ainda que será apurado se o jogador quebrou dois códigos de conduta presentes no regulamento. Uma dessas regras pune celebrações insultuosas que violem “as regras básicas da conduta salutar”. O segundo código alvo da análise da entidade desportiva pune os comportamentos que possam trazer à UEFA qualquer tipo de perda de credibilidade e respeito.

Após ter assinado o hat-trick que carimbou a passagem da Juventus aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo imitou o festejo do treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone, que, na primeira eliminatória, tinha levado as mãos aos genitais. O técnico da equipa espanhola seria multado pelo mesmo órgão da UEFA em 20 mil euros pelo festejo.

Na reunião de 21 de Março, a questão será analisada pelo comité controlo, ética e disciplina da UEFA.