Conta-me Como Foi regressa à RTP e passa da ditadura para os anos 80

Num piscar de olho à nostalgia, a RTP retoma a série que mostrava o dia-a-dia de uma família de classe média no Estado Novo. Agora, a década é outra: o enredo passa-se nos primeiros anos de 1980, numa nova casa e com novas histórias.

Foto
A família Lopes em cena em Conta-me Como Foi DR

Depois de oito anos de intervalo, a série de época Conta-me Como Foi, um dos trunfos da ficção da RTP no início do milénio, regressará ainda em 2019 para uma nova temporada, confirma ao PÚBLICO o director de programas da estação pública, José Fragoso. “Vamos fazer uma nova temporada e vamos saltar de 1974 para os anos 1980”, adianta, dizendo que o núcleo central de protagonistas da família Lopes se mantém: Luís Ganito no papel do narrador Carlitos, Rita Blanco no papel da mãe Margarida e Miguel Guilherme a fazer o papel do pai António.

Sem detalhar as temáticas que serão retratadas após o salto temporal de dez anos, José Fragoso revela que a família Lopes muda de casa e que há um manancial de riqueza nos primeiros anos da década de 1980: “Há muitos ganchos possíveis, desde a entrada de Portugal na CEE, ao boom da música portuguesa, ou ao contexto político muito vibrante em Portugal.”

PÚBLICO -
MIGUEL MADEIRA/ARQUIVO
PÚBLICO -
MIGUEL MADEIRA/ARQUIVO
PÚBLICO -
MIGUEL MADEIRA/ARQUIVO
PÚBLICO -
MIGUEL MADEIRA/ARQUIVO
Fotogaleria
MIGUEL MADEIRA/ARQUIVO

Conta-me Como Foi é uma marca da ficção da RTP e entendemos que fazia sentido voltar à história, voltar àquela família. Temos de novo todas as condições”, esclarece o director de programas. Os episódios serão gravados durante o Verão, diz, e a sexta temporada deverá estrear-se entre Outubro e Dezembro de 2019. As cinco temporadas da série portuguesa (num total de 104 episódios) foram exibidas entre 2007 e 2011.

Ainda sem conseguir precisar a data de estreia ou qual o dia da semana escolhido, Fragoso adianta que a série é produzida para ser exibida em horário nobre e que também estará disponível na plataforma de streaming RTP Play.

No memorável genérico ao som dos Vinte anos de José Cid (Vem viver a vida, amor/ que o tempo que passou/ não volta, não/ Sonhos que o tempo apagou/ mas para nós ficou/ esta canção), Conta-me Como Foi é um reflexo da ditadura e do colonialismo, com espaço para momentos históricos como a chegada do homem à Lua e aos movimentos feministas.

Centra-se no dia-a-dia de uma família da classe média, embebendo-se a narrativa com um retrato social do país na altura do Estado Novo. E com atenção aos detalhes: desde a roupa aos produtos de mercearia, da decoração das casas aos carros e aos anúncios exibidos na televisão comprada apesar das dificuldades económicas da família.

A série portuguesa foi adaptada do formato espanhol Cuéntame Cómo Pasó, que começou também por retratar o período da ditadura franquista e soma já mais de 340 episódios, sendo ainda exibida no canal espanhol TVE depois da estreia em 2001. Os guiões foram adaptados aos diferentes contextos históricos dos países ibéricos.