Trabalhador morre soterrado na Póvoa do Lanhoso

A vítima realizava obras de saneamento na via pública quando foi surpreendida pelo deslizamento de uma vala.

Foto
Adriano Miranda

Um trabalhador morreu durante a manhã desta quinta-feira, soterrado numa vala em Campos, na Póvoa de Lanhoso. 

Segundo fonte dos Bombeiros Voluntários do concelho, o homem de 52 anos foi surpreendido por um movimento de terras que desencadeou um deslizamento na vala quando esta estava já a ser terraplenada.

A empresa para a qual trabalhava, A.C.J. Silva Lda., foi contratada pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso para a realização de obras de saneamento na via pública.

O acidente terá ocorrido por volta das 11h49 e o alerta foi dado, a essa mesma hora, pelos trabalhadores que se encontravam no local. 

Os trabalhos para a remoção do corpo começaram às 12h20, mas o trabalhador já se encontrava em paragem cardio-respiratória quando resgatado, afirma a mesma fonte. O óbito foi declarado pela Viatura Médica de Braga. 

Para o local foram mobilizados os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), contando um total de 19 operacionais e sete viaturas. 

O presidente da Câmara e o vereador da Protecção Civil também estiveram presentes.