Obras do viaduto sobre a Av. Gulbenkian arrancam em Janeiro

Início das obras para a construção da passagem para peões e ciclistas sobre a Av. Calouste Gulbenkian causará transtornos à circulação automóvel. Alternativas passam por Campolide e Eixo Norte-Sul.

Obras deverão prolongar-se até Março
Foto
As obras deverão prolongar-se até Março Rita Rodrigues

A construção do viaduto ciclo-pedonal sobre a Avenida Calouste Gulbenkian, cujo início das obras estava previsto para Julho de 2018, vai arrancar durante Janeiro e deverá prolongar-se até Março. A criação desta passagem permitirá ligar a zona da Gulbenkian e Praça de Espanha a Alcântara e faz parte do projecto de construção do Corredor Verde Estruturante do Vale de Alcântara, que tem como objectivo fazer a ligação de Monsanto ao Tejo.

Com o início da intervenção, haverá algumas alterações à circulação do trânsito, na via esquerda da Avenida Calouste Gulbenkian, nos sentidos Alcântara-Praça de Espanha e Praça de Espanha-Alcântara, junto ao Aqueduto das Águas Livres, entre 6 e 18 de Janeiro.

A circulação será totalmente interrompida nos dias 5, 6, 7, 20, 21, 26 e 28, entre a 1h e as 6h da madrugada, no sentido Praça de Espanha – Alcântara. Nos dias 19 e 27, também entre a 1h e as 6h, a circulação será suspensa em ambos os sentidos.

Como alternativa ao sentido Praça de Espanha-Alcântara, o município sugere que a circulação se faça pela Rua de Campolide, e que para quem queira dirigir-se para a A5, Alcântara e Avenida da Ponte, utilize o Eixo Norte-sul.

No extremo sul do futuro Parque Urbano da Quinta da Bela Flor, parte integrante do projecto, as obras prosseguem, ao passo que o lançamento do concurso público para a construção do túnel pedonal, que fará a ligação entre esse espaço e a Avenida de Ceuta, foi aprovado.