Lana Del Rey volta em 2019 ao Super Bock Super Rock

A cantora e o festival regressam ao Meco. Há novo álbum para apresentar: Norman Fucking Rockwell.

Foto
Neil Krug

Já a vimos e ouvimos como diva bricabraque dos símbolos da América, mulher perdida entre amores tóxicos e homens perigosos, femme fatale. Já a ouvimos fazer pop orquestral pintada de trap e hip-hop, baladas do deserto, abismos de melancolia. Quem vai ser Lana Del Rey em 2019? Norman Fucking Rockwell o dirá, Lana o cantará no palco do Super Bock Super Rock (SBSR).

A cantora norte-americana apresenta, no dia 18 de Julho de 2019, o seu sexto álbum no festival, que regressa este ano à Herdade do Cabeço da Flauta, na Praia do Meco, em Sesimbra. Também Lana Del Rey voltará ao Meco, onde actuou no SBSR de 2012. Nesse ano, Lana, nascida Elizabeth Grant, lançou Born to Die, álbum que transformou o burburinho em seu torno em real sucesso pop.

De Norman Fucking Rockwell (produzido por Jack Antonoff, o mesmo que esteve por trás de 1989, de Taylor Swift), ainda sem data de edição oficial – será 29 de Março, sugeriu esta quarta-feira a MTV UK –, já se ouvem duas canções. Mariners apartment complex tem a voz de Lana, com solenidade clássica – uma balada que saciará os fãs. Venice bitch é outra coisa: uma guitarra eléctrica a dedilhar uma melodia que persegue a voz; uma fuga psicadélica privada, discreta; é a canção mais longa da carreira de Lana Del Rey (nove minutos e 36 segundos). “Oh God, miss you on my lips/ It's me, your little Venice bitch”, canta.

“Pus a canção a tocar para os meus agentes e disse-lhes: ‘Sim, acho que isto é o single que quero lançar’. Eles responderam: ‘Tem dez minutos, estás a gozar? Chama-se Venice bitch. Porque é que nos fazes isto? Podes fazer uma canção pop normal de três minutos?' Eu disse-lhes: fim do Verão, algumas pessoas só querem guiar durante dez minutos e perder-se numa guitarra eléctrica”, contou à Beats 1 Radio.

A edição de 2019, marcada para os dias 18, 19 e 20 de Julho, será a 25.ª do Super Bock Super Rock, que se realizou no Parque das Nações entre 2015 e 2018. O primeiro lote de bilhetes está à venda na Blueticket e nos locais habituais, com o passe de três dias a custar 105 euros e o bilhete diário 55.