Santana Lopes certo de que regime democrático sairá fortalecido com Bolsonaro

Fundador do partido Aliança espera que encontre Brasil “nova rota de estabilidade, progresso e justiça” com o novo presidente.

Santana Lopes
Foto
Santana Lopes Nuno Ferreira Santos

Pedro Santana Lopes, fundador do novo partido Aliança, escreveu ao Presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, para o felicitar e manifestar a convicção de que "a alternância fortalecerá o regime democrático brasileiro".

"Estou certo de que vossa excelência, cumprindo o que tão bem explicitou na noite da vitória eleitoral, saberá demonstrar que a alternância fortalecerá o regime democrático brasileiro e o Estado de direito que tão difíceis provas têm enfrentado", escreve Santana Lopes na carta enviada a Bolsonaro, a que a agência Lusa teve acesso.

O antigo primeiro-ministro endereça "as maiores felicidades" a Jair Bolsonaro para a "magna função de presidir aos destinos desse magnífico país".

"Faço votos que o povo brasileiro, sob a liderança de vossa excelência, encontre a nova rota de estabilidade, progresso e justiça", escreve ainda Pedro Santana Lopes.

O candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro, de 63 anos, capitão do Exército brasileiro na reforma, filiado no Partido Social Liberal (PSL), foi eleito no domingo o 38.º Presidente da República Federativa do Brasil, com 55,1% dos votos, na segunda volta das eleições presidenciais brasileiras.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral do Brasil, Fernando Haddad, de 55 anos, candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), obteve 44,9% dos votos, e a abstenção registada foi de 21,3%, num universo de cerca de 147,3 milhões de eleitores inscritos.