Tribunal Constitucional aprova partido Aliança

A Aliança torna-se assim a 23.ª formação política portuguesa.

Santana Lopes na entrega de assinaturas para formalizar o novo partido
Foto
Santana Lopes na entrega de assinaturas para formalizar o novo partido Nuno Ferreira Santos

O Tribunal Constitucional (TC) aprovou a formação do novo partido Aliança, fundado por Pedro Santana Lopes, confirmou nesta quinta-feira à agência Lusa fonte do TC.

Em 19 de Setembro, o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes entregou mais de 12 mil assinaturas no TC para iniciar o processo de formalização do novo partido.

A Aliança torna-se assim a 23.ª formação política portuguesa.

A 4 de Agosto, Pedro Santana Lopes deixou o PSD para criar um novo partido. Na altura, numa carta aberta endereçada ao actual líder social-democrata, revelada pelo jornal Observador, Santana escrevia que queria “contribuir para dar força à alternativa de que Portugal precisa para substituir a maioria de esquerda”.

“Não saio por causa de ninguém. Saio por aquilo em que acredito”, afirmava ainda, garantindo querer “intervir politicamente num espaço em que não se dê liberdade de voto quando se é confrontado com a agenda moral da extrema-esquerda”.

A 20 de Agosto, era apresentada a declaração de princípios do novo partido. Entre outros aspectos, defende menos Estado, menos carga fiscal e mais alternativas (privadas) nas contribuições à segurança social e no acesso à saúde. E quer ver o "país a crescer a 3% e acima da média europeia".