Na Índia, (quase) tudo é possível numa viagem de mota

As histórias vividas por Jorge Vassallo na Índia ao longo dos últimos anos são agora recuperadas em livro pelo viajante profissional, numa edição de autor idealizada em três obras. De Vespa na Índia é o primeiro volume – a primeira aventura.

Foto
DR

Sab kuch milega. Escrita a tinta no antebraço, na véspera da primeira viagem na Vespa-que-não-era-Vespa-mas-não-interessa, está a frase que daria nome à trilogia de aventuras de Jorge Vassallo pela Índia. Tu consegues tudo, literalmente. Ou Tudo é possível, versão adaptada com que baptizara um novo projecto em 2011, colecção de relatos das muitas viagens à Índia. O blogue foi entretanto abandonado, tudo concentrado no mais antigo e conhecido Fui dar uma volta, mas as histórias vividas no “país em forma de diamante” são agora recuperadas em livro, numa edição de autor idealizada em três obras.

A primeira, De Vespa na Índia, recua a 2015: quase três meses e cerca de 5000 quilómetros percorridos de mota com Luís Simões (nome maior entre os sketchers viajantes portugueses). São mais de 400 páginas de uma “aventura muito intensa e cheia de emoções”, recordada ao pormenor. "A certa altura fomos detidos para interrogatório, por suspeitas de espionagem industrial e terrorismo - no auge do mais quente (e mortífero) Verão de que há memória na Índia”, conta em comunicado o viajante profissional e líder de viagens na Nomad.

Pelo caminho, destaca entre as aventuras relatadas no livro, foram “abençoados” por elefantes e perseguidos por macacos, raparam o cabelo no maior templo hindu do mundo, aguentaram “avarias e furos, diarreias e dores de dentes, buracos na estrada, trânsito... e os sempre-curiosos indianos.”

Bisneto do último governador português na Índia, Jorge Vassallo cresceu a ouvir histórias de Goa, a ver os filmes do Indiana Jones e a ler autores como Salman Rushdie ou Rohinton Mistry. Em 2003, visitou o país pela primeira vez. Os dedos não chegam para contar os regressos. Depois dos livros Até Onde Vais Com 1000 Euros? (escrito com Carlos Carneiro, também líder Nomad) e Indochina, Jorge Vassallo estreia-se na edição de autor, com a trilogia Tudo é possível. De Vespa na Índia é o primeiro volume – a primeira aventura.