PAOK anulou desvantagem de dois golos e bateu Spartak

A equipa grega estava a perder por 0-2 aos 17 minutos.

Foto
Dimitris Pelkas confirmou a recuperação do PAOK. LUSA/SOTIRIS BARBAROUSIS

PAOK e Spartak Moscovo, possíveis adversários do Benfica no play-off da Liga dos Campeões, caso as "águias" confirmem a superioridade sobre o Fenerbahçe, protagonizaram nesta quarta-feira uma primeira mão da terceira pré-eliminatória de acesso à competição milionária com cinco golos (todos marcados na primeira parte). O triunfo sorriu aos gregos, que recuperaram de uma desvantagem de dois golos e derrotaram os russos por 3-2.

O Spartak até começou melhor o jogo em Salónica e ao minuto 17 já se encontrava a vencer por 0-2. Com a ajuda da assistência de Roman Zobnin, Ivelin Popov inaugurou o marcador ao minuto 7. A vantagem foi aumentada 10 minutos depois, quando Quincy Promes deu a melhor sequência a um passe de Luiz Adriano.

A recuperação do PAOK começou ao minuto 29, depois de Aleksander Prijovic converter um penálti. Na recta final de uma primeira parte “de loucos”, Dimitris Limnios (37') e Dimitris Pelkas (44') completaram a “remontada” grega.

O Celtic, campeão escocês, e o AEK, campeão grego, empataram a uma bola em Glasgow. A equipa da casa foi a primeira a pôr-se em vantagem, com um golo de ângulo apertado apontado por Callum McGregor (17’). Viktor Klonaridis empatou para os visitantes aos 44 minutos.

A jogar em casa, o Salzburgo não deu hipótese ao Shkëndija, vencendo os macedónios por 3-0. Foi a partir do penálti convertido por Moanes Dabour que os austríacos começaram a construir a goleada, com o avançado israelita a bisar ainda antes do intervalo (45+3'). O resultado final foi estabelecido a nove minutos do fim do tempo regulamentar, também de penálti, desta vez marcado por Diadie Samassekou.