Actor Diogo Fialho agredido na Baixa de Lisboa

O actor terá sido agredido por um grupo de quatro ou cinco pessoas, todos desconhecidos, teve de ser operado ao maxilar e perdeu alguns dentes.

Foto
A agressão ocorreu na rua do Ouro, à noite Pedro Cunha (Arquivo)

O actor Diogo Fialho, que participou em novelas como Mar Salgado e Bem-vindos a Beirais, foi agredido violentamente durante a madrugada desta quinta-feira, na Baixa de Lisboa. O actor teve de ser operado de urgência e está neste momento a recuperar da cirurgia.

Diogo Fialho seguia sozinho quando foi abordado por um grupo de desconhecidos. Eram 5h da madrugada, tinha acabado de sair do trabalho e descia a rua do Ouro, em Lisboa, e ouviu assobios. Terá reagido com um “Diz”, conforme conta o irmão, Tiago Fialho, ao PÚBLICO. “A seguir só se lembra de ter duas pessoas a agarrá-lo e outras duas a bater-lhe”, relata. “Seriam cerca de quatro ou cinco pessoas no total, todos desconhecidos.” A avaliar pelo sotaque, o irmão diz que devem "ser emigrantes" ou ter origem francófona.

O actor foi hospitalizado e operado ao maxilar: “Ficou sem alguns dentes e tinha o maxilar desfeito”, descreve Tiago, tentando ilustrar a violência dos ataques. Neste momento continua no hospital, a recuperar da cirurgia. Já está acordado e consegue falar com dificuldade. Em termos psicológicos está “muito revoltado com o que aconteceu”.

Diogo não conhece quem o agrediu e procura testemunhas. O irmão, Tiago, garante que a família vai avançar com uma queixa: “Estamos só à espera que se consiga mexer. Só ele é que pode ir à polícia apresentá-la”.

De acordo com o Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP) as agressões a vítimas desconhecidas são “raras”: “Normalmente quando há lutas é porque os envolvidos se conhecem”. As agressões a turistas ou perpetradas por estrangeiros são ainda mais raras: “Eles são mais vítimas de crime contra o património, ou seja, de furtos e não crimes contra a vida e integridade física”.

A notícia saltou para as redes sociais pela mão do humorista Diogo Faro, amigo do actor, e da companhia de teatro cascalense Palco 13, com a qual o actor tem trabalhado em projectos como a peça Sonho de uma Noite de Verão. Ambas as contas partilharam imagens do actor, com uma legenda onde procuravam testemunhas do que aconteceu.