Criança belga que ficou presa em filtro de piscina morreu

Menino de seis anos de nacionalidade belga não resistiu aos ferimentos graves e morreu esta segunda-feira.

Rapaz estava internado nos Cuidados Intensivos do Hospital D. Estefânia.
Foto
Rapaz estava internado nos Cuidados Intensivos do Hospital D. Estefânia. Nuno Ferreira Santos

A criança de seis anos de nacionalidade belga que na semana passada ficou gravemente ferida após ter ficado presa num filtro de uma piscina particular, em Azeitão, morreu esta segunda-feira no Hospital D. Estefânia, em Lisboa. A informação é da assessoria de imprensa da unidade, que apenas adianta que o rapaz estava internado nos Cuidados Intensivos.

Na passada terça-feira, quando os profissionais da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Setúbal chegaram ao local, a criança encontrava-se em paragem cardiorrespiratória, indicava então fonte oficial do Instituto Nacional de Emergência Médica. Mesmo assim, a equipa conseguiu estabilizar o menor e transportá-lo para o hospital. 

Ao longo dos últimos anos, a maior parte dos acidentes e afogamentos em piscinas envolveu crianças até aos quatro anos de idade, segundo a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), uma associação privada sem fins lucrativos que promove, desde há 25 anos, sucessivas campanhas de prevenção dos acidentes envolvendo crianças.

O afogamento é a segunda causa de morte acidental nas crianças, logo a seguir aos acidentes rodoviários: entre 2002 e 2015, morreram 228 crianças afogadas, com maior incidência nos meses de Junho, Julho e Agosto.