Beleza

Finalmente, um anúncio a produtos depilatórios que mostra pêlo

Durante os últimos 100 anos, as marcas de produtos depilatórios têm vindo a ignorar por completo o cerne da questão: o próprio pêlo. Desde o primeiro anúncio a uma lâmina depilatória, em 1915, todas as publicidades mostram pernas macias e suaves e… já sem pêlos — quando sabemos que não é isso que acontece na realidade.

A marca de produtos depilatórios Billie acaba de se tornar a primeira a mostrar mulheres com pêlo nas axilas, pernas e virilhas. “Pêlo corporal: o mundo faz de conta que não existe. Mas existe, nós confirmamos. Por isso, quando, como e se quiseres, nós estamos aqui”, anuncia a marca no anúncio.

O facto de as marcas omitirem o pêlo corporal nos anúncios é problemático não só porque perpetua o estigma e tabu sobre essa coisa tão natural que é o pêlo, mas também porque, no final de contas, acabam por não exemplificar eficazmente o desempenho do produto que está a ser publicitado.

Desde a sua criação, em 2017, a Billie não aplica a chamada pink tax (valor extra cobrado na maior parte dos produtos direccionados ao público feminino) e agora pretende que esta campanha reflicta os valores éticos da marca. Poderá este anúncio ser o início da mudança?

Sugerir correcção