Nadah El Shazly, Aisha Badru ou Iara Rennó nos Concertos L da Madeira

A série de espectáculos que decorrem na Estalagem da Ponta do Sol, pequena vila da Madeira, têm vindo a ganhar protagonismo por ali passarem nomes de referência do cenário musical actual.

HER, Aisha Badru, cantora e compositora
Fotogaleria
Aisha Badru
Nadah El Shazly, Ahwar
Fotogaleria
Nadah El Shazly, as novas linguagens experimentais do Cairo

Nos últimos anos os Concertos L, série de espectáculos que decorrem na Estalagem da Ponta do Sol, pequena vila da Madeira, têm vindo a ganhar protagonismo por ali passarem nomes de referência do cenário musical actual (Anna Meredith, Weyes Blood, THEESatisfaction, Thurston Moore, Dirty Beaches, CTM, Wildbirds & Peacedrums ou Juana Molina), alguns deles em estreia nacional como aconteceu com Bianca Casady (CocoRosie) ou com a cantora Sevdaliza.

Este ano não será diferente. A brasileira Iara Rennó, uma das referências independentes daquele país, por vezes comparada a Elza Soares, com quem aliás já colaborou, estrear-se-á em Portugal, ali, a 30 de Junho, para mostrar as canções dos muitos elogiados álbuns Arco e Flecha, o mesmo sucedendo com a americana Aisha Badru, praticante de uma soul emotiva difícil de cartografar, que se prepara para lançar o álbum de estreia, actuando a 15 de Setembro. Quem também se estreará será o norueguês Kristoffer Lo, tocador de tuba com sólida reputação na Europa, que actuará a 30 de Julho, e o suíço Pyrit, a 1 de Setembro, movendo-se pelos territórios electrónicos, com muitas influências psicadélicas e um universo sombrio muito personalizado.

Não será estreia nacional, mas parece surgir no momento exacto, quando a sua reputação está em alta. Falamos da multi-instrumentista e compositora egípcia Nadah El Shazly que surge na capa do último número da revista The Wire, simbolizando as novas linguagens experimentais do Cairo. Estará na Ponta do Sol a 11 de Agosto. O virtuoso da harpa Edmar Castaneda com Gregoire Maret, que já arrecadou um Grammy na sua carreira (1 de Agosto), a cantora brasileira Joyce Candido, da nova geração do samba, e portugueses como Tatanka (18 de Julho), Gonçalo Caboz (15 de Agosto), Maria João & André Santos (22 Agosto), Indignu (22 Setembro) ou Sara Tavares (29 Setembro) completam o cartaz.