Câmara de Cinfães quer passadiços ao longo do Rio Douro

A ideia é criar circuitos de observação ribeirinhos desde Escamarão até à barragem de Carrapatelo.

Recursos hídricos
Foto
MANUEL ROBERTO

A Câmara de Cinfães, no norte do distrito de Viseu, pretende construir 13,5 quilómetros de passadiços ao longo da margem do rio Douro, um investimento previsto de cerca de 2,5 milhões de euros.

Em comunicado, o município refere que quer "avançar com a construção dos circuitos de observação ribeirinhos do Douro que contemplam passadiços, ao longo da margem do rio Douro, desde Escamarão até à barragem de Carrapatelo".

"O projecto para a execução da obra já foi adjudicado e prevê um investimento a rondar os 2,5 milhões de euros", acrescenta.

Segundo a autarquia, "o objectivo é criar pontos de observação em toda a frente ribeirinha do Douro", criando passadiços e circuitos que ficarão apoiados "por parques de estacionamento, instalações sanitárias, estruturas para a recepção/saída e acessos internos, espaços de repouso e miradouros".

A identificação, caracterização e recuperação das espécies existentes e a implementação de novas espécies estão também previstas no projecto.

Na opinião do presidente da Câmara de Cinfães, Armando Mourisco, este projecto contribuirá para a "dinâmica de todo o concelho".

"Uma importante fatia do bolo orçamental do município destina-se ao sector do turismo e este novo investimento vem reforçar outras apostas na promoção turística do território que estão concretizadas ou em fase de conclusão", realça.