António Costa adia reunião com Catarina Martins e surpreende Bloco

A reunião entre o Governo e o Bloco estava prevista para esta terça-feira à tarde. Bloquistas foram surpreendidos com adiamento.

António Costa no Parlamento, junto à bancada do BE
Foto
António Costa no Parlamento, junto à bancada do BE Enric Vives-Rubio

O tiro de partida para as reuniões de negociação do Orçamento do Estado estava previsto para esta terça-feira, ao final da tarde, mas o Governo surpreendeu o Bloco com o adiamento do encontro de António Costa com Catarina Martins.

"Não está previsto para hoje", respondeu, ao PÚBLICO, o gabinete do primeiro-ministro, quando questionado sobre o encontro com os bloquistas. O Bloco, porém, confirma através da sua assessoria de imprensa que a reunião deveria ter lugar esta terça-feira. "Até nova proposta, que não aconteceu, esta é a data que temos". 

A mudança de planos foi, assim, unilateral. Mas, ao PÚBLICO, o executivo confirma que o Bloco de Esquerda foi avisado da mudança, ao contrário do que foi veiculado inicialmente. "O Bloco foi avisado ontem [segunda-feira] pelo gabinete do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares do adiamento da reunião", assumiu o gabinete de Pedro Nuno Santos, acrescentando que ainda não há data para novo encontro.

De acordo com sua agenda oficial, o líder do executivo tem hoje dois eventos marcados, um ao início da tarde (a apresentação do Programa Nacional de Investimentos 2030 Mobilidade e Transportes, pelas 15h) e outro ao fim da tarde (a apresentação do novo Diário de Notícias, pelas 18h15).

A semana passada, o PÚBLICO escreveu que a reunião de Costa com a coordenadora do BE, Catarina Martins, teria lugar na terça-feira. Heloísa Apolónia, líder do Partido Ecologista Os Verdes confirmou também a existência de contactos para agendar reuniões sobre o OE2019, remetendo para esta semana a definição do calendário. Do lado do PCP, o líder parlamentar, João Oliveira não tinha ainda ideia de quando poderá existir uma agenda de encontros.  O DN adiantou, entretanto, que o encontro com os comunistas deverá realizar-se até sexta-feira e o outro, com o PEV, na próxima semana.

A metodologia de trabalho foi definida em reuniões na Assembleia da República, na primeira semana de Junho, nas quais esteve presente o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos.