Filme de animação sobre ditadura de Pol Pot no Camboja vence festival de Annecy

Funan, do realizador francês de origem cambojana Denis Do, venceu o prémio Cristal; os prémios do júri e do público foram para a longa-metragem The Breadwinner, da irlandesa Nora Twomey, com produção executiva de Angelina Jolie.

<i>Funan</i> foi realizado pelo cineasta francês de origem cambojana Denis Do
Foto
Funan foi realizado pelo cineasta francês de origem cambojana Denis Do DR

O filme de animação Funan, do realizador francês de origem cambojana Denis Do, venceu o prémio Cristal, o grande prémio da 42.ª edição do Festival de Cinema de Animação de Annecy, em França.

Passado na década de 1970, durante o regime dos Khmer Vermelhos, de Pol Pot, que causou a morte a mais de dois milhões de pessoas – perto de um terço da população –, o filme fala de uma mulher que procura o seu filho, raptado pelas forças de Phnom Penh, adianta o comunicado da organização do festival, que encerrou na noite de sábado.

O prémio do júri foi para a longa-metragem The Breadwinner, da irlandesa Nora Twomey, com produção executiva de Angelina Jolie, outra história da guerra, esta centrada numa menina afegã de 11 anos, que se disfarça de rapaz para procurar o pai. The Breadwinner, que também foi eleito pelo público o melhor filme do festival, adapta ao cinema a novela gráfica juvenil de Deborah Ellis Parvana, uma Infância no Afeganistão (a partir do título francês).

Bloeistraat 11, da holandesa Nienke Deutz, teve o prémio de melhor curta-metragem, categoria em que o prémio do júri foi para Weekends, do norte-americano Trevor Jimenez, de acordo com a lista de prémios publicada no site do festival.

A animação Boy Transcoded from Phosphene, do brasileiro Rodrigo Faustini, foi distinguida na secção Off Limits, assim como a produção brasileira Everything in Black and White, de Mateus de Paula Santos, na área de produções patrocinadas.

As curtas-metragens de co-produção portuguesa Agouro, de David Doutel e Vasco Sá, e Ride, de Paul Bush, estiveram em competição na edição deste ano do Festival de Cinema de Animação de Annecy, que teve início na cidade francesa no dia 11 de Junho.

O festival de Annecy, reconhecido pelo sector audiovisual como o mais importante dedicado ao cinema de animação, anunciou um novo recorde de acreditações atribuídas na edição deste ano, com a inscrição de 11.700 profissionais, o que traduz um crescimento de 17% em relação a 2017, segundo a organização.

A Minha Vida de Curgete, O Menino e o Mundo, Coraline e A Paixão de Van Gogh" (Prémio do Público) estão entre os filmes distinguidos em edições recentes do festival. De igual modo, entre os portugueses premiados no festival estão Regina Pessoa, com História Trágica Com Final Feliz, prémio Cristal de curta-metragem em 2006, e Abi Feijó, com Os Salteadores, menção honrosa em 1995.

A 43.ª edição do festival de Annecy vai realizar-se de 10 a 15 Junho de 2019, com uma homenagem ao cinema de animação japonês.

Sugerir correcção