Dois candidatos vão disputar liderança do CDS-Porto

Candidatura de Fernando Barbosa recusa ser oposição a Cristas.

Assunção Cristas
Foto
Cecília Meirelles sempre vai ter adversário no CDS-Porto Miguel Manso

Fernando Barbosa, vice-presidente da distrital do CDS-PP/Porto, vai avançar com uma candidatura à liderança daquela estrutura contra a dirigente nacional Cecília Meireles. O anúncio foi feito, na madrugada passada, em comunicado.

Ainda sem data marcada para as eleições, o distrito do Porto já está viver um clima de disputa para a sucessão a Álvaro Castello-Branco.

Na nota, Fernando Barbosa, que é também presidente da concelhia do CDS Vila Nova de Gaia, assume que é candidato em resposta ao desafio lançado por um grupo de dirigentes e militantes do distrito. Um dos promotores desse movimento, Adriano Santos, líder da concelhia de Amarante e vereador na câmara local, sublinha a proximidade e a disponibilidade de Fernando Barbosa para o cargo. “Este movimento não quer uma candidatura que diz que tem influência junto da líder, mas sim que permita que sejamos ouvidos pelos órgãos do partido”, disse ao PÚBLICO, numa referência implícita à adversária que é vice-presidente de Assunção Cristas.

Adriano Santos recusa, no entanto, o rótulo de uma candidatura de oposição à direcção do CDS: “Estamos ao lado da líder. Quem disser o contrário só se vem colar”.

No dia em que Barbosa assume que é candidato à liderança da distrital, é divulgado um comunicado com um conjunto de apoios de dirigentes centristas a Cecília Meireles, entre eles os líderes das concelhias de Penafiel, Valongo, Póvoa de Varzim, Marco de Canaveses, Lousada, Paredes, Maia, Paços de Ferreira, Matosinhos, Santo Tirso e Vila do Conde.