Desportivo das Aves não pediu licenciamento para provas da UEFA dentro do prazo

Sporting terá assim porta aberta para a fase de grupos. O Rio Ave jogará a pré-eliminatória.

Jorge Jesus, Aves, Taça de Portugal, CD Aves, Sporting CP
Foto
A conquista da Taça de Portugal pode esbarrar num problema burocrático e impedir o Desp. Aves de aceder à Liga Europa LUSA/MIGUEL A. LOPES

O Desportivo das Aves não requereu dentro do prazo o licenciamento para participar nas competições da UEFA na próxima época, ficando assim impedido de disputar a Liga Europa 2018-19. A vitória no domingo, diante do Sporting, na final da Taça de Portugal, era o passaporte da equipa avense para entrar directamente na fase de grupos daquela prova europeia, mas o pedido de licenciamento foi feito fora do prazo, junto da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), o que significa a exclusão da equipa.

Este é um processo de âmbito nacional, cujos trâmites são assegurados por um órgão ligado à FPF, o OGL (Orgão de Gestão de Licenciamento), ao qual incumbe tratar das candidaturas. Só depois desse passo é que a questão transita para a esfera da UEFA e, talvez por isso, o site do organismo que rege o futebol europeu não tivesse nesta segunda-feira nota de qualquer impedimento legal de o Desp. Aves participar na Liga Europa da próxima época.

À entrada para a Câmara Municipal de Santo Tirso, onde a comitiva avense foi recebida para uma cerimónia de condecoração, o presidente da SAD, Luiz Andrade, confirmou nesta segunda-feira o pior dos cenários. “Ganhámos dentro de campo a possibilidade de jogar na Liga Europa. O Aves é um clube pequeno e quando foi o momento da inscrição o Aves fez tudo para fazer o correcto. Agora vamos disputar a Supertaça com o FC Porto, que é uma grande equipa. O Aves não tem estrutura para jogar a Liga Europa este ano”, assumiu, em declarações à imprensa.

Todos os clubes que tenham em vista uma participação europeia têm de requerer o referido licenciamento até Dezembro do ano anterior à época a licenciar, junto do OGL — Órgão de Gestão de Licenciamento. Acontece que o Desp. Aves não cumpriu essa formalidade, confirmou o PÚBLICO, que tentou também ouvir, sem sucesso, o presidente do clube, Armando Silva.

Neste cenário, o Sporting — finalista derrotado na Taça e terceiro classificado da I Liga — passará a ter acesso directo à fase de grupos da Liga Europa. E o Rio Ave, quinto classificado do campeonato, juntar-se-á ao Sp. Braga nas pré-eliminatórias da competição.

“Somos a primeira vila em Portugal a conquistar a Taça de Portugal. Estou tremendamente feliz, o plantel está tremendamente feliz. Ir ou não à Liga Europa não nos afecta em nada”, acrescentou Luiz Andrade, destacando “um grande feito no qual ninguém acreditava” e prometendo um plantel “mais forte” para atacar a próxima época desportiva. com Nuno Sousa