Mulher morre em queda de carro ao rio Douro

A vítima mortal seria a única ocupante do veículo, diz porta-voz da Marinha.

Foto
O carro foi retirado das águas do Douro pouco depois das 16h DR

Uma mulher morreu, esta quinta-feira, quando a viatura que conduzia se despistou e caiu ao rio Douro, na marginal de Vila Nova de Gaia. A informação foi confirmada no local, pelas 16h, pelo comandante Rodrigues Campos, da Capitania do Douro. A essa hora decorriam os trabalhos para remoção do veículo que ainda se encontrava submerso. 

O alerta para o despiste foi dado por volta das 14h pelas embarcações de recreio. Relatos de testemunhas apontavam para uma marcha do carro "aos ziguezagues" antes de galgar a protecção metálica e cair ao rio. Ao PÚBLICO, José Pereira, de 68 anos, que seguia no sentido Ribeira - Afurada e assistiu ao acidente com o veículo que seguia em sentido contrário, disse que este raspou primeiro contra o muro oposto ao rio, tendo partido o espelho, antes de seguir, em linha recta, contra as protecções da marginal e cair à água. O condutor disse que o carro seguia com alguma velocidade, mas o comandante Rodrigues Campos afirmou que, neste momento, não era possível apontar as razões do acidente, dizendo que fazê-lo seria sempre "especulação".

Ao volante do Fiat Punto branco, que seria retirado das águas pouco depois das 16h, seguia uma mulher, aparentando ter entre 50 e 60 anos, que as autoridades já confirmaram ser a única vítima do acidente. O corpo foi retirado do interior do veículo pela equipa de mergulhadores dos Sapadores de Gaia.

No local estiveram uma equipa de mergulhadores e três lanchas da Polícia Marítima e da Estação Salva Vidas do Douro, para além dos Bombeiros Sapadores de Gaia, da Polícia Municipal e da PSP.