Irmãos Sobral nomeados comendadores por "êxito singular"

Foi o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que atribuiu o grau no final da cerimónia de entrega do Prémio Personalidade do Ano 2017 a Luísa e Salvador Sobral pela Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal.

Marcelo, Luísa e Salvador Sobral na Gulbenkian
Foto
Marcelo, Luísa e Salvador Sobral na Gulbenkian LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

O Presidente da República condecorou esta segunda-feira os músicos Luísa e Salvador Sobral com o grau de comendadores da Ordem do Mérito, pelo "êxito singular" que alcançaram no ano passado com a vitória do festival da Eurovisão.

Marcelo Rebelo de Sousa teve este gesto no final da cerimónia de entrega do Prémio Personalidade do Ano 2017 a Luísa e Salvador Sobral pela Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal (AIEP), na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

O chefe de Estado referiu-se à vitória da canção Amar pelos dois, composta por Luísa Sobral e interpretada pelo seu irmão, Salvador Sobral, na final do festival da Eurovisão, a 13 de Maio do ano passado, como um "êxito singular" que não poderia deixar de merecer uma distinção.

"A quase um ano do momento vivido, existe já o distanciamento que faltava no turbilhão de factos e sentimentos então dominantes", considerou o Presidente da República, acrescentando: "Este é o instante adequado para anunciar a condecoração com a Ordem do Mérito, atribuída em nome de Portugal." A Ordem do Mérito distingue "actos ou serviços meritórios praticados no exercício de quaisquer funções, públicas ou privadas, que revelem abnegação em favor da colectividade".