E 35 anos depois, o cinema voltou à Arábia Saudita

A abertura do cinema é a mais recente reforma que o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman tem empreendido nos últimos tempos, na esperança de abrir o país culturalmente e diversificar a economia.

A sessão especial foi vista por membros do Governo e profissionais da indústria no cinema "King Abdallah", uma antiga sala de concertos em Riade
Fotogaleria
A sessão especial foi vista por membros do Governo e profissionais da indústria no cinema "King Abdallah", uma antiga sala de concertos em Riade LUSA/MAJED AL-MALKI
Fotogaleria
LUSA/SAUDI MINISTRY OF CULTURE / HANDOUT
Fotogaleria
Reuters/FAISAL AL NASSER
Fotogaleria
Reuters/FAISAL AL NASSER

A exibição do filme A Pantera Negra na Arábia Saudita, na quarta-feira, pôs fim a uma longa proibição, que se estendeu por mais de três décadas, dos cinemas no país.

A sessão especial foi vista por membros do Governo e profissionais da indústria no cinema King Abdallah, uma antiga sala de concertos em Riade. As portas abrem ao público no próximo mês.

O filme da Marvel, o terceiro maior êxito da história nas bilheteiras dos Estados Unidos, foi exibido depois de a cadeia norte-americana AMC Entertainment obter, finalmente, a primeira licença para explorar salas do reino saudita.

"Bem-vindos a uma era em que filmes podem ser vistos pelos sauditas, não no Dubai, não em Londres, mas dentro do reino", disse o director executivo da AMC Entertainment, Adam Aron. Um "dia histórico" para a empresa, assim como para a Arábia Saudita, sublinhou.

Evocando o enredo narrativo do filme Pantera Negra, a história do jovem monarca de um reino fictício na selva, Aron brincou: "É a história de um [jovem] rei que transforma uma nação, o que poderá parecer familiar para alguns de vós".

A abertura do cinema é a mais recente reforma que o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman tem empreendido nos últimos tempos, na esperança de abrir o país culturalmente e diversificar a economia.

Nos últimos dois anos, o príncipe levantou proibições sobre concertos públicos e autorizou que membros de ambos os sexos entrem em estádios de futebol. A partir do Verão, as mulheres também vão poder conduzir.

No entanto, e tal como acontece com os programas de televisão, os filmes exibidos no cinema estarão sujeitos a censura, nomeadamente a tabus relacionados com sexo, religião e política.

Sugerir correcção