Rapper americano Fredo Santana morre aos 27 anos

Do seu percurso fazem parte um álbum, várias mixtapes e colaborações com Kendrick Lamar e Drake.

Foto

O rapper americano Fredo Santana, de 27 anos, foi encontrado morto pela namorada na sua casa em Los Angeles, esta sexta-feira, de acordo com a publicação digital TMZ, que cita fontes próximas do rapper.

As causas da morte ainda não foram reveladas, mas em Outubro de 2017 tinha sido internado com problemas nos rins e no fígado, possivelmente devido ao uso de lean (uma droga com xarope de codeína). Na altura, Fredo Santana falou da experiência aos admiradores nas redes sociais.

O artista, de nome verdadeiro Derrick Coleman, editou a mixtape de estreia, It's a Scary Site, em 2012, na qual colaborava com o primo Chief Keef e com King L, Lil Durk e Lil Reese, rappers da cena hip-hop de Chicago, a sua cidade natal. Trappin Ain't Dead, o seu primeiro e único álbum, editado no ano seguinte, contou com o conhecido Kendrick Lamar na faixa Jealous. Em 2017, Santana editou as mixtapes Plugged In e Fredo Kruger 2.

O americano também participou no videoclipe de Hold on, we’re going home (2013) do canadiano Drake, tornando-se a partir daí mais conhecido junto do público afecto ao hip-hop e R&B. Drake foi aliás uma das muitas figuras públicas que já lamentaram a morte de Santana nas redes sociais.