Esmeralda, a “presidenta” que ajuda as mulheres do bairro a irem para a cama “de cabeça aliviada”

Activista pelo direito à habitação e sócia-fundadora da UMAR, Esmeralda Mateus tem na defesa dos direitos das mulheres uma das suas bandeiras. "Queria fazer qualquer coisa que lhes abrisse os olhos".

Esmeralda Mateus, a "presidenta" da Associação de Moradores do Bairro de Aldoar desde 1987
Foto
Esmeralda Mateus, a "presidenta" da Associação de Moradores do Bairro de Aldoar desde 1987 adriano miranda

Esmeralda Mateus, 66 anos, é empregada doméstica e "presidenta" da Associação de Moradores do Bairro de Aldoar desde 1987. Activista pelo direito à habitação e sócia-fundadora da UMAR, tem na defesa dos direitos das mulheres uma das suas bandeiras. "Queria fazer qualquer coisa que lhes abrisse os olhos." Num bairro onde o desemprego é a norma, organiza a vizinhança em actividades para fintar o isolamento. “E a gente vai para a cama aliviada da cabeça, de aturar os filhos e aturar os homens.”

Subscreva o podcast Do Género no iTunes, no Soundcloud e nas apps para podcasts. Se gostou, deixe-nos uma classificação.

Descubra mais podcasts do PÚBLICO em publico.pt/podcasts.