DR
Foto
DR

As páginas da Agenda Perpétua são para (quase) sempre

À Capucha! criou uma agenda que se molda de acordo com as vontades de quem a usa. Não é desconstruir a lógica do tempo através de uma agenda; é adaptá-la às necessidades de cada um

É um hábito que se conserva, quase por teimosia, com o passar dos anos. Nem os smartphones tiraram as agendas das prateleiras das livrarias e superfícies comerciais. Mas, nos suspiros finais de cada ano, o que fazer às agendas usadas? A proposta da Agenda Perpétua é mudar a noção de agenda, quase como se de uma reinvenção do objecto se tratasse. “Esta é uma agenda funcional”, conta Maria Ruivo, 31 anos. Com Raquel Pais, da mesma idade, criou a À Capucha!, mais conhecida pela recriação da capucha, uma capa tradicional portuguesa.

Agora, as designers decidiram afastar-se da moda e “investir na área do design de comunicação”. A solução para o novo desafio revelou-se nesse objecto, “por ser utilizado no dia-a-dia”. Com a capucha “partilha o facto de ser prática”, para além de ser diferente da agenda comum. Vamos a especificidades: na verdade, este é um conjunto de 12 cadernos (cada um para cada mês), mas não necessariamente para 2018. Na capa de cada um inscreve-se um “20”, seguido de uma linha onde podemos escrever os algarismos correctos para o ano em que os quisermos usar. Podemos, portanto, guardar o caderno de Janeiro para 2019 ou, se quisermos arriscar, o de Maio para 2040. As possibilidades são (quase) infinitas.

Para além disso, a Agenda Perpétua é adaptável às vontades de qualquer um. Imaginemos um cenário possível: é Novembro, estamos preocupados com o Natal e queremos agendar todas as tarefas do mês seguinte. O que precisamos de fazer é separá-los através dos elásticos, movidos por terminais que ajustam a agenda. Isto porque “não precisamos de andar sempre com os meses passados” nas nossas malas. As folhas desta agenda são para todos — “organizados, artistas ou inconstantes”. Cada página é dividida em duas “partes”: uma com linhas e outra totalmente limpa, “para quem gostar de fazer apontamentos gráficos”, explica Maria. "No cabeçalho encontra-se o dia do mês e no rodapé as iniciais relativas aos dias da semana", acrescenta.    

PÚBLICO -
Foto
DR Os elásticos possibilitam separar ou juntar os 12 cadernos

A Agenda Perpétua está à venda no site da À Capucha! por 14,80 euros e pode ser comprada online e na loja Objectos Misturados, em Viana do Castelo.  

PÚBLICO -
Foto
DR Os cadernos podem ser utilizados em qualquer ano