Graça Freitas nomeada directora-geral da Saúde

Médica escolhida pelo Governo para suceder a Francisco George entrou em funções nesta segunda-feira.

Foto
Jornal PÚBLICO

Graça Freitas foi escolhida pelo Governo para liderar a Direcção-Geral da Saúde. A médica, que já ocupava as funções interinamente, entrou em comissão de serviço no dia 1 de Janeiro e ocupará o cargo nos próximos cinco anos.

A nova directora-geral da Saúde foi nomeada para o cargo após o Governo analisar uma lista de três candidatos. Sucede a Francisco George, que abandonou o cargo em Outubro por ter completado 70 anos e ser obrigado a deixar o serviço público por limite de idade.

Antes de substituir interinamente Francisco George, que agora preside à Cruz Vermelha Portuguesa, Graça Freitas já desempenhava as funções de subdirectora-geral da Saúde. Desde 1899, Portugal teve 19 directores-gerais da Saúde e entre eles tinha, até agora, havido apenas uma mulher, Maria Luísa Van Zeller.

Na lista dos três finalistas do concurso para a liderança da Direcção-Geral da Saúde figurava outra mulher, Raquel Duarte, especialista em pneumologia, doutorada em saúde pública e assistente da direcção do Programa Nacional para a Infecção VIH/Sida e Tuberculose.

O terceiro candidato que tinha sido seleccionado pela Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (Cresap) era Rui Portugal, médico de Saúde Pública, ex-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e coordenador do Plano Nacional de Saúde.

Especialistas em Saúde Pública

Após a selecção da Cresap, a escolha do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, acabou por recair sobre Graça Freitas. Maria da Graça Gregório de Freitas nasceu em Angola em 26 de Agosto de 1957. Licenciou-se em medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa em 1980. É especialistas em Saúde Pública, especialidade concluída em 1988 durante o Internato Complementar de Saúde Pública.

Tem o Curso Avançado de Gestão Pública e o Ciclo de Estudos Especiais em Administração de Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa. É Assistente Sénior de Saúde Pública desde 1999.

Graça Freitas coordena, desde 1996, o Programa Nacional de Vacinação e outras estratégias de vacinação, incluindo as campanhas sazonais de vacinação contra gripe. É Presidente da Comissão Técnica de Vacinação desde 1998. Com Alexandra Campos