Greve nos registos e notariado com adesão próxima dos 100%

Balanço sindical da paralisação mostra que os trabalhadores apoiam as reivindicações, dizem sindicalistas.

Nelson Garrido / Arquivo
Foto
Nelson Garrido / Arquivo

A adesão à greve dos trabalhadores dos registos e do notariado está próxima dos 100%, segundo um balanço do sindicato do sector que a convocou.

A greve, que começou na quarta-feira e termina no sábado, foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Registo e do Notariado (STRN), que refere uma adesão de 90% no primeiro dia e com valor superior na quinta-feira.

"Os trabalhadores dos Registos e do Notariado deram nestes três dias de greve uma clara demonstração que apoiam e se revêem nas propostas que o STRN apresentou", diz o sindicato em comunicado, em que acrescenta que "conta com o apoio da esmagadora maioria dos trabalhadores para as próximas reuniões com a tutela".

O STRN, com mais de quatro mil associados, protesta pela exclusão das reivindicações dos trabalhadores do projecto de revisão das carreiras e exige a licenciatura em Direito para ingresso na carreira dos Oficiais dos Registos.

O sindicato quer também o reconhecimento dos oficiais dos Registos que desempenham tarefas com "o grau de complexidade funcional 3", já que, desde sempre, os oficiais dos registos substituem os conservadores.

E quer ainda ver resolvidos problemas relacionados com condições de trabalho e abertura de concursos, a integração dos trabalhadores do notariado e adjuntos nas respectivas carreiras.

Segundo o sindicato, a secretária de Estado da Justiça, Anabela Pedroso, assumiu na última reunião com o STRN, o envio até esta sexta-feira (o que ainda não aconteceu) da calendarização de reuniões.

No comunicado, o sindicato avisa que não aceita discutir matérias tão importantes para a vida de todos os trabalhadores sob nenhum tipo de pressão, "em especial a do pouco tempo para análise conveniente das propostas".

"Assim, o STRN entende que o Governo deve assumir, com responsabilidade e transparência, uma calendarização que dê ao Sindicato e aos trabalhadores tempo suficiente para a análise de todas as propostas, as quais devem ser enviadas o mais rapidamente possível", diz-se no comunicado. A greve termina no sábado. A generalidade dos serviços de registos e notariado funciona durante a semana. Aos sábados há apenas serviços a funcionar nas lojas do cidadão e nas maternidades.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações