Grêmio precisou de prolongamento, mas espera pelo Real Madrid para discutir o título

O clube brasileiro já está na final do Mundial de clubes.

Foto
Reuters/MATTHEW CHILDS

O Grêmio de Porto Alegre garantiu um lugar na final do Mundial de clubes após vencer os mexicanos do Pachuca (1-0). O emblema brasileiro, vencedor da Taça dos Libertadores, precisou de prolongamento para bater os campeões da América do Norte, Central e Caraíbas, mas um golo de Everton bastou para encerrar a discussão. O adversário do Grêmio ficará nesta quarta-feira a ser conhecido no duelo entre Real Madrid, campeão europeu, e Al Jazira, campeão dos Emirados Árabes Unidos e anfitrião do Mundial de clubes.

Vencedor da Taça Intercontinental em 1983, o Grêmio estreou-se da melhor maneira no Mundial de clubes que decorre nos Emirados Árabes Unidos. Numa partida com vários velhos conhecidos do futebol português – Geromel e Bruno Cortez no Grêmio, Franco Jara e Urreta no Pachuca – nenhuma das equipas se distinguiu pela pontaria (as estatísticas finais contabilizam 21 remates para os brasileiros e oito para os mexicanos, mas apenas dois e um tiros enquadrados com a baliza adversária, respectivamente). O tempo regulamentar completou-se sem golos e foi necessário jogar mais 30 minutos. Everton, lançado aos 72’ por Renato Gaúcho, fez o único golo da partida aos 95’.

Os brasileiros ficam à espera do vencedor da partida entre Real Madrid e Al Jazira. A confiança está em alta nos “merengues”, com Cristiano Ronaldo de regresso aos golos após ter conquistado a quinta Bola de Ouro. “Tenho o melhor do mundo na minha equipa e ele tem-no mostrado com esta camisola. É um prazer trabalhar com ele, para mim é o melhor”, disse Zinedine Zidane sobre o futebolista português. Campeão mundial em título (também venceu em 2014), o Real Madrid tentará conquistar mais um troféu: “Vamos fazer tudo o que pudermos para ganhar esta competição”, garantiu o treinador francês, assegurando que não perde tempo a pensar que o duelo que espera os “merengues” no regresso à Liga espanhola é um Real Madrid-Barcelona, no dia 23.

Noutro jogo disputado ontem no Mundial de clubes, o Urawa Red Diamonds venceu o Wydad Casablanca e garantiu o quinto lugar. O defesa brasileiro Maurício, ex-Portimonense e Marítimo, foi decisivo com dois golos (18’ e 60’), complementados por outro do médio Yosuke Kashiwagi (26’). De pouco valeram os golos dos avançados Ismail El Haddad (21’) que na altura valia o empate, e de Reda Hajhouj, de grande penalidade, já aos 90'+4’.