DFGN Video 2017 from Design Factory Global Network on Vimeo.

Porto vai receber encontro da rede internacional de “Design Factories”

A Porto Design Factory — o pólo criativo do Politécnico do Porto — vai receber a sétima edição do encontro de "networking" entre os dias 17 e 24 de Junho de 2018

Depois de Yonsei, na Coreia do Sul, é o Porto que vai receber a International Design Factory Week, um encontro anual de networking e colaboração entre representantes da rede global de “fábricas de design”. A edição de 2018 vai decorrer entre os dias 17 e 24 de Junho de 2018 na Porto Design Factory (PDF), a sétima a juntar-se à Design Factory Global Network (DFGN).

O anúncio foi feito durante a reunião deste ano que decorreu em Novembro, na Coreia do Sul, e onde estiveram presentes Daniela Monteiro, gestora da comunidade e de operações na PDF, e Rui Coutinho, coordenador da plataforma educativa experimental de co-criação do Politécnico do Porto.

“O principal objectivo destas semanas é conhecermo-nos a todos e percebermos em que é que cada um está a trabalhar”, diz ao P3 Daniela Monteiro, 23 anos. Na Coreia do Sul, o coordenador da PDF apresentou o programa Universities of The Future, um novo projecto internacional liderado pelo Politécnico do Porto para “mostrar o que pode vir a ser uma universidade do futuro”, e o Squad, um programa em que “estudantes do último ano de licenciatura, normalmente da ESMAD, desenvolvem projectos reais focados em produtos digitais”.

PÚBLICO -
Foto
Carlos Soler/ UPV Design Factory

O programa para o Porto ainda não está completamente fechado, diz Daniela — que está a organizar a semana em conjunto com a sede da DFGN —, mas não vai ser muito diferente do dos outros anos. “Passa muito por team building, planeamento de actividades e programas para o próximo ano, possíveis colaborações entre ‘fábricas’ com projectos semelhantes”, explica. “Vamos aproveitar a semana no Porto para nos darmos a conhecer verdadeiramente. É uma oportunidade para isso porque uma coisa é conhecermos duas pessoas [os representantes], outra bem diferente é conhecermos a factory no terreno.”

Daniela Monteiro gostava de ter um evento mais aberto à comunidade do Politécnico do Porto. “Gostávamos de ter mais alunos a participar e queremos envolver os representantes das outras ‘fábricas’ nos projectos e protótipos dos estudantes.” Isto porque uma semana depois da International Design Factory Week acontece o dia aberto, no qual os estudantes apresentam o seu projecto final.

A DFGN, que actualmente abrange 21 localizações, é uma “rede de plataformas inovadoras que conduzem a mudança nas suas instituições em direcção a uma melhor cultura de aprendizagem, quer seja numa universidade, quer seja num centro de investigação”, lê-se na descrição da iniciativa.