Ministério Público abre investigação ao surto de Legionella

PGR confirma que os "elementos recolhidos deram origem a um inquérito" que decorre no DIAP de Lisboa.

Foto
dro daniel rocha

O Ministério Público vai investigar o mais recente surto de Legionella, em Lisboa, confirmou ao PÚBLICO a Procuradoria-Geral da República (PGR). "Os elementos recolhidos deram origem a um inquérito, que se encontra em investigação no DIAP [Departamento de Investigação e Acção Penal] do Lisboa", adiantou a PGR numa resposta escrita enviada nesta terça-feira.

Há 34 pessoas infectadas. Duas já morreram e cinco encontram-se internadas nos cuidados intensivos. 

Dos 34 casos confirmados com a doença dos legionários no Hospital São Francisco de Xavier, em Lisboa, 22 são mulheres e a maior parte (68%) tem idade igual ou superior a 70 anos. Todos os doentes infectados têm doenças crónicas, de acordo com o último boletim da Direcção-Geral da Saúde.

A 31 Outubro foi diagnosticado o primeiro caso e desde então somam-se o número de infectados. A origem do surto de Legionella ainda não está confirmada, mas a fonte mais provável será o Hospital São Francisco de Xavier, dizem as autoridades de saúde.