DGPC compra obras no valor de 65 mil euros para dois museus nacionais

Quatro obras fotográficas e uma escultura foram adquiridas para os museus do Chiado e de Etnologia.

Foto
Uma das imagens da série Shelter, de Augusto Alves da Silva DR

Em resposta a um pedido do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, a Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) decidiu adquirir quatro obras fotográficas da colecção de Isabel Vaz Lopes, actualmente em depósito no museu lisboeta, no valor total de 35.200 euros. A DGPC anunciou no mesmo comunicado a compra, por 30 mil euros, para o Museu Nacional de Etnologia, de uma escultura pertencente à colecção de Victor Bandeira, igualmente em depósito na instituição.

Para o Museu do Chiado, foram compradas quatro obras. Duas fotografias pertencentes à série Shelter, de Augusto Alves da Silva, e outras duas obras fotográficas com autoria de José Luís Neto e de Júlia Ventura. A obra de Neto, intitulada S/T, é composta por seis fotografias.

O Museu de Etnologia vai incorporar a escultura Discípulo Escutando Buda, uma obra feita na Birmânia nos séculos XVIII/XIX, neste momento patente na exposição De Regresso à Luz. Esculturas orientais em depósito da Colecção de Victor Bandeira, que está no museu de Belém até Fevereiro do próximo ano.

A direcção do Museu do Chiado tinha proposto ao Ministério da Cultura, através da DGPC, a aquisição de seis obras de artistas portugueses da colecção de Isabel Vaz Lopes. A coleccionadora anunciou recentemente a intenção de retirar a colecção depositada no Chiado desde 2003, que inclui três dezenas de obras de artistas como Pedro Cabrita Reis, Paulo Nozolino, Rui Chafes, Jorge Molder, José Pedro Croft, José Luís Neto ou Hugo Canoilas, alguns dos quais não estão representados na colecção do museu. 

Notícia actualizada a 27/10: precisa o número de fotografias que compõem a obra de José Luís Neto