DGS diz que metade dos portugueses tem problemas de visão e quer mais rastreios

DANIEL ROCHA
Foto
DANIEL ROCHA

Metade dos portugueses tem problemas de visão, aponta a Direção-Geral da Saúde, que destaca a importância de rastrear doenças como a retinopatia diabética e a ambliopia nas crianças, enfermidades que podem ser detectadas, prevenidas ou tratadas.

Assinalando o Dia Mundial da Visão, que se celebra nesta quinta-feira, a DGS indica que, a partir de 2018, haverá  rastreios em todo o país.

Os rastreios decorrem, desde 2016, em unidades de saúde na região Norte com o Programa de Rastreio da Saúde Visual Infantil.

Em Portugal, "cerca de 20% das crianças, tal como 50% dos adultos, sofrem de erros refractivos significativos", salienta a DGS.

Nos dados globais da Organização Mundial de Saúde, há 36 milhões de pessoas cegas em todo o mundo e 217 milhões com problemas moderados ou graves.

A organização internacional considera que 80% das causas destes problemas podem ser evitadas ou tratadas. 

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações