Foram destruídos dois ninhos de vespa-asiática na mata do Choupal

Ninhos foram localizados entre Agosto e início de Setembro e intervencionados no final do mês passado.

PAULO PIMENTA
Foto
PAULO PIMENTA

Dois ninhos de vespa-velutina que tinham sido detectados há pouco mais de um mês na Mata Nacional do Choupal foram já intervencionados. Segundo a plataforma online SOS-Vespa, que faz a cartografia e monitorização da propagação desta espécie também conhecida como vespa-asiática em território nacional, os dois ninhos foram localizados na mata do Choupal em pontos distintos entre o final de Agosto e início de Setembro. <_o3a_p>

A informação sobre a intervenção foi prestada pela Câmara Municipal de Coimbra, em resposta às questões do PÚBLICO sobre a presença dos dois ninhos de vespa-velutina na mata que é gerida pelo Instituto Nacional da Conservação da Natureza. <_o3a_p>

Através do gabinete de imprensa da autarquia, o Serviço Municipal de Protecção Civil fez saber que tomou conhecimento dos ninhos nos dias 29 de Agosto e 5 de Setembro. A intervenção, a cargo de uma empresa especializada, foi feita no dia 25 de Setembro. <_o3a_p>

De acordo com o serviço municipal, a intervenção não consistiu na retirada dos ninhos do local, como acontece em algumas circunstâncias. Neste caso, foi aplicado insecticida no ninho, sendo que o produto “vai mantendo o princípio activo durante cerca de duas semanas, garantindo assim uma maior eficácia na destruição de um maior número de exemplares de vespas”.

A Protecção Civil justifica ainda o recurso à empresa especializada com a localização dos ninhos, que estariam instalados em “árvores de grande altura”. Apesar do papel do ICNF na plataforma SOS-Vespa, a responsabilidade da destruição dos ninhos cabe às câmaras municipais.<_o3a_p>

O Serviço de Protecção Civil de Coimbra acrescenta que, ao longo do ano de 2016, foram destruídos apenas dois ninhos de vespas- velutinas, tendo esse número aumentado exponencialmente em 2017. Desde Janeiro, este serviço camarário informa que já foram intervencionados 30 ninhos destes insectos no concelho, sendo que 24 intervenções foram levadas a cabo pela Corporação de Bombeiros Sapadores de Coimbra e as restantes seis por uma “empresa especializada na matéria”. <_o3a_p>

Desde Janeiro de 2015 que está em vigor um Plano de Acção para a Vigilância e Controlo da Vespa-velutina em Portugal, da autoria do ICNF e da Direcção-Geral da Alimentação e Veterinária. <_o3a_p>

No entanto, já este ano, a Quercus falava em descontrolo da situação e referia que o plano tinha falhado. O presidente da direcção nacional da associação ambientalista, João Branco, referia à Lusa que os ninhos de vespa-asiática já eram “muitos milhares” em Portugal e que a espécie, que inicialmente se verificava apenas no Norte do país, já se tinha espalhado por outras zonas como Porto, Coimbra, Aveiro, Guarda, Leiria, Santarém, Castelo Branco e Alentejo. <_o3a_p>

O responsável falava ainda em falta de informação que favorece a expansão das invasoras, uma vez que as espécies autóctones estão a “ser destruídas em massa”, sendo confundidas com vespas-asiáticas.<_o3a_p>