Estudantes holandeses terão visitas obrigatórias ao museu e ao Parlamento

O pacote de medidas para a educação, que inclui aulas sobre o hino nacional, será um dos consensos já alcançados pelos partidos envolvidos na negociação para a formação do novo Governo de Mark Rutte.

Foto
"Ronda Noctura" de Rembrandt no Rijksmuseum em Amesterdão REUTERS/Michael Kooren

O novo Governo holandês vai aplicar uma medida no mínimo original para os estudantes deste país. A visita às obras de Rembrandt expostas no Rijksmuseum, em Amesterdão, e ao Parlamento nacional passarão a ser obrigatórias, noticia a imprensa local.

O pacote de medidas para a educação inclui também aulas sobre o hino nacional holandês, tendo como objectivo, por exemplo, o estudo sobre o significado da letra e a origem da melodia.

Os resultados eleitorais de Março deram a vitória a Mark Rutte, do partido conservador VDD, mas obrigou o novo primeiro-ministro a sentar-se à mesa para negociar uma coligação que lhe conferisse uma maioria. Neste momento, são quatro os partidos que tentam chegar a um acordo o mais abrangente possível. Estas medidas para a educação são uma das poucas matérias em que existe consenso, dá conta o jornal holandês De Telegraaf, citando fontes próximas às negociações.

Esta ronda de negociações para formar um Governo maioritário está perto de bater um recorde absoluto. Se o acordo não for alcançado até 9 de Outubro, ficam ultrapassados os 208 dias sem compromisso governamental registados em 1977, lembra o Guardian.