Fotografia

Animais do zoo de Miami também fugiram do “Irma”

Fotogaleria

Os responsáveis pelo jardim zoológico de Miami, nos Estados Unidos da América, não quiseram facilitar e às primeiras horas de sábado, 9 de Setembro, começou a evacuação: pelicanos, papagaios e muitos flamingos, entre outros animais frágeis, foram fotografados pela agência Reuters num abrigo, a salvo do furacão Irma — que, entretanto, passou a tempestade tropical. Os animais foram evacuados para um bunker de betão pelos tratadores do zoo, enquanto o Irma se aproximava de Miami. “Estamos muito preocupados com o funcionamento dos geradores”, disse o director de comunicação do zoo de Miami, Ron Magill, em especial no que diz respeito ao aquário. Em 1992, escreve a Reuters, o furacão Andrew “dizimou o zoo”, pelo que as autoridades optaram pela evacuação de prevenção com o Irma. Mamíferos grandes, como elefantes, leões e macacos, não foram evacuados porque as instalações onde se encontram foram reforçadas há 25 anos. “Estes animais sofrem imenso stress quando são afastados da sua zona familiar e isso pode ser muito, muito perigoso”, disse Magill. O Irma chegou aos Estados Unidos durante o dia 10 de Setembro, domingo, com ventos fortíssimos, chuvas intermináveis, tornados e muita destruição.