Miguel Araújo leva Giesta a Londres

O músico actua no dia 28 de Setembro no Barbican Center, onde vai apresentar o seu mais recente álbum Giesta. Depois, fará "festa de amigos" nos coliseus do Porto e Lisboa.

<i>Giesta</i> é o terceiro álbum a solo da carreira de Miguel Araújo, que fez parte da banda Os Azeitonas
Foto
Giesta é o terceiro álbum a solo da carreira de Miguel Araújo, que fez parte da banda Os Azeitonas Adriano Miranda

É para portugueses (e não só) que o músico Miguel Araújo actua no dia 28 de Setembro em Londres, no Barbican Centre, onde vai apresentar o seu mais recente álbum, Giesta, o terceiro a solo.

"Vou lá dar o meu concerto normal, aquele que dou aqui também, nem sei se é uma internacionalização, pois o meu público é português; o que há é muitos portugueses a morarem em Londres", esclareceu o músico em declarações à agência Lusa.

Foi no ano passado que Miguel Araújo se estreou em terras de sua majestade, num concerto para cerca de 450 pessoas, a maioria portugueses, na sala Under the Bridge, que esgotou passada meia hora, abrindo espaço para mais um concerto no mesmo dia.

Para o cantor, actuar em Londres é, também, uma forma de expressar a sua música numa das cidades que mais influência teve na sua vida. "Há exactamente 50 anos Londres assumia-se como a capital da música anglo-saxónica, e [daí] emergiram muitos dos artistas que me inspiraram a fazer o que faço", explica o artista em comunicado.

"A história da música [de] que gosto ainda vive naquelas ruas", afirmou à agência Lusa, reconhecendo que a actuação no Barbican Centre pode chamar a atenção de outros públicos de língua portuguesa. "A minha música tem como potencial público as pessoas que falam português, ou que entendam o português, mais do que isso acho que não", disse, referindo que o fado e o folclore, géneros "de cariz genuinamente português", interessam a um público mais vasto.

Depois de Londres, Miguel Araújo tem agendado um concerto no Coliseu do Porto, no dia 4 de Novembro, e outro no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no dia 11. Nas duas salas quer fazer "uma festa de amigos", contando reunir artistas com quem tem "partilhado palcos" e para quem tem composto, como Ana Moura, Ana Bacalhau, Carminho ou António Zambujo. O alinhamento incluirá músicas dos três álbuns a solo do músico, mas com uma maior incidência no seu mais recente trabalho discográfico, Giesta.

Os dois concertos vão ser gravados em vídeo e áudio para posterior comercialização, adiantou o músico à Lusa.

Na capital inglesa, o músico português irá fazer-se acompanhar do septeto que tem actuado em alguns dos concertos em Portugal, com Joana Almeirante (guitarra e voz), Pedro Santos (baixo), Diogo Santos (teclas e voz), Sofia Gomes (violoncelo), João Martins (clarinete) e Mário Costa (bateria), num espectáculo organizado pela Deleted Scene, uma produtora co-fundada pelo português Francisco Portal, com o apoio do Instituto Camões.