PSD apresenta 70 mil candidatos às autárquicas

Para conseguir concorrer a todos os mandatos que queria, os sociais-democratas tiveram de encontrar 70 mil homens e mulheres para integrarem as suas listas. Orçamento tem corte superior a dois milhões.

Foto
PSD reduz orçamento das campanhas para 8,8 milhões de euros NUNO FERREIRA SANTOS

Há quase 38 anos, Francisco Sá Carneiro deu início à empreitada de encontrar, por todo o país, os “homens bons” dos concelhos, uma expressão que ficou para sempre associada à criação de uma forte tradição autárquica no PSD. Mandou emissários (um deles o então secretário-geral António Capucho) e descobriu pelo menos 73 candidatos vencedores (a AD elegeu 73 presidentes, mas foi o PS; com apenas 60, que teve maior número de votos).

Em 2017, o PSD acaba de fechar as listas com que se apresentará a eleições e os candidatos são cerca de 70 mil. O orçamento da campanha, também apresentado no Tribunal Constitucional, tem um corte superior a dois milhões de euros, o que significa que o partido prevê ter menos 20% nas despesas da campanha.

O PSD divulgou entretanto algumas curiosidades sobre as listas entregues nos tribunais: 30% dos candidatos do partido têm idades entre os 29 e os 40 anos; 43% dos candidatos são mulheres (um aumento dos 35% registados em 2013); o orçamento para campanhas descerá de 11 milhões há quatro anos para 8,8 milhões este ano; e há um elevado número de candidatos que são cidadãos independentes.

“Não obstante a renovação, foram valorizadas as candidaturas de autarcas e antigos autarcas do PSD que, com a sua experiência, voltam a apresentar-se a votos, sendo eles verdadeiros representantes da força autárquica que o PSD tem em todo o País e que, de resto, é historicamente reconhecida”, lê-se numa nota enviada pelo partido.

No capítulo das coligações, o PSD lidera ou integra 120 aliança em 12 grupos distintos, como por exemplo: PSD/CDS-PP; PSD/CDS-PP/MPT; PSD/MPT; PSD/PPM ou PSD/Nós Cidadãos. “Os candidatos que concorrem pelo PSD às próximas autárquicas assinaram um conjunto de sete compromissos para as próximas autárquicas”, lembra o partido.