Noventa professores vão estar nos lares de acolhimento

Docentes serão escolhidos tendo em conta o seu perfil.

Insucesso escolar é muitos elevados entre as crianças em situação de acolhimento
Foto
Insucesso escolar é muitos elevados entre as crianças em situação de acolhimento NFS NUNO FERREIRA SANTOS - PUBLICO

O Ministério da Educação vai destacar 90 professores do ensino básico e secundário para darem apoio às crianças e jovens que estão em lares de acolhimento. Este apoio será dado nas próprias instituições  que, em conjunto com as escolas, deverão seleccionar os docentes com os perfis mais adequados a esta missão, o que acontecerá pela primeira vez.

A grande maioria das crianças e jovens em acolhimento frequenta a escolaridade obrigatória, mas a taxa de insucesso “é muito elevada”, segundo adiantou fonte oficial do Instituto de Segurança Social (ISS). “Sobretudo temos de os voltar a interessar pela escola”, destacou a secretária de Estado Ana Sofia Antunes, durante uma apresnetação do relatório Casa — Caracterização Anual da Situação de Acolhimento de Crianças e Jovens.

Em conjunto com técnicos do ISS, os professores destacados vão também elaborar uma espécie de manuais de boas práticas com vista a responder às necessidades destas crianças. A sua presença nos lares de acolhimento permitirá ainda ultrapassar um constrangimento frequente, garantindo apoio às que momentaneamente ficam fora da escola por a sua nova situação à guarda do Estado implicar também uma mudança de estabelecimento de ensino.