Torne-se perito

François Bayrou deixa o Governo francês

Ministro da Justiça não resiste à polémica.

Foto
François Bayrou Reuters/Philippe Wojazer

François Bayrou, ministro da Justiça francês, anunciou nesta quarta-feira à agência AFP a sua demissão do cargo, tendo marcado uma conferência de imprensa para esta tarde.

O líder do Movimento Democrático (MoDem) não resistiu às denúncias de que membros do seu partido usaram indevidamente fundos do Parlamento Europeu para financiar a sua actividade política. Marielle de Sarnez, ministra dos Assuntos Europeus, também anunciou à AFP que vai deixar o Governo, assumindo a liderança do MoDem no Parlamento.

Já na terça-feira se tinha demitido Sylvie Goulard, a ministra da Defesa.

Esta quarta-feira, será apresentado o novo Governo francês, remodelado, após a esmagadora vitória nas legislativas da República em Marcha e do seu aliado MoDem. Mas o que poderia ser apenas um ajuste está a transformar-se num verdadeiro caso, por causa dos ministros atingidos por suspeitas de falhas de ética.

E não só os ministros do Movimento Democrático (MoDem) estão a cair ou a ser pressionados para sair do Governo na remodelação pós-legislativas, como uma viagem de Macron a Las Vegas, enquanto ministro da Economia, está a ser alvo de um inquérito preliminar por “favoritismo”, por ter sido atribuída sem concurso público a organização de um evento.

Sugerir correcção