Madeira: polícia identifica suspeito de fogo em mato no Machico

Rui Gaudêncio/Arquivo
Foto
Rui Gaudêncio/Arquivo

A Polícia Florestal da Madeira anunciou nesta segunda-feira ter identificado um suspeito de causar, por negligência, o incêndio em mato que deflagrou esta tarde na freguesia do Porto da Cruz, na zona norte da ilha, no concelho de Machico.

"A Polícia Florestal identificou hoje o suspeito de ser o autor do incêndio florestal que lavra na Ribeira Tem-Te-Não-Caias, na freguesia do Porto da Cruz", diz a informação divulgada pela secretaria regional do Ambiente e Recursos Naturais da Madeira.

De acordo com a mesma informação, "a Polícia Judiciária deslocou-se para o local para tomar conta da ocorrência".

Fonte dos bombeiros municipais de Machico disse à agência Lusa que o fogo é numa zona "fora de estrada e de difícil acesso", não constitui ameaça para residências, estando dado como "circunscrito, mas não extinto". A mesma fonte acrescentou que no local estão seis bombeiros, apoiados por duas viaturas.

Por seu turno, o presidente do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza da Madeira (IPCN), Manuel Filipe, afirmou à Lusa que o suspeito é "um homem com cerca de 60 anos, que reside numa habitação em condições precárias na zona". O responsável complementou que o fogo "surgiu por negligência, junto da habitação".

Os bombeiros de Machico estão a ser ajudados no combate ao incêndio por cinco elementos da Polícia Florestal e sete funcionários do IPCN que "estão a fazer trabalho de sapadores", concluiu.