O New York Times já sabe quais são os melhores filmes do século XXI

De Spielberg aos irmãos Coen passando por Miyazaki, Todd Haynes ou Clint Eastwood. Os irmãos Dardenne, Jia Zhang-ke ou Agnès Varda estão na lista feita por críticos, realizadores e actores.

Daniel Day-Lewis protagoniza <I>Haverá Sangue</i>, baseado no livro <i>Oil!</I>, de Upton Sinclair
Foto
Daniel Day-Lewis protagoniza Haverá Sangue, baseado no livro Oil!, de Upton Sinclair dr

O século ainda vai na segunda década, mas o New York Times decidiu arriscar e começar já a coligir os nomes mais importantes e os filmes mais relevantes destes anos XXI - e fá-lo com os (seus) dois reputados críticos A.O. Scott e Manhola Dargis, mas também com a ajuda de estrelas e de “uns sábios de cinema no Facebook”. O número 1 dos “25 filmes que estão destinados a ser os clássicos do futuro” é Haverá Sangue, de Paul Thomas Anderson.

O Facebook entra nas contas porque, ao longo de meses, o jornal lançou perguntas naquela rede social para os leitores e utilizadores participarem na discussão - perguntas como “qual é o melhor filme de acção do século XXI?” ou “qual o melhor filme romântico?”. O facto de cineastas e actores serem chamados a fazer escolhas com os dois críticos-chefe do diário norte-americano é, por outro lado e por si só, um elemento a assinalar num tempo em que o papel da crítica é desvalorizado.

Na lista estão os nomes esperados de várias gerações, de Spielberg aos irmãos Coen passando por Todd Haynes ou Clint Eastwood, mas também os irmãos Dardenne, o romeno Cristi Puiu ou Agnès Varda.

Os ajudantes são por vezes visados neste top 25 de XXI: Kathryn Bigelow (Estado de Guerra é o número 10 na lista), Richard Linklater (Boyhood é o 8.º) ou Barry Jenkins (a quem pertence o Óscar de Melhor Filme, por Moonlight, que está na 20.ª posição). Também são ouvidos os realizadores Guillermo del Toro - um fã do mestre japonês Hayao Miyazaki, cuja Viagem de Chihiro é o segundo do top do New York Times - e Ava DuVernay - elogiosa para o 13.º distinguido, In Jackson Heights, de Frederick Wiseman. E ainda os actores Robert Pattinson - que diz que os filmes de Claire Denis como Uma Mulher em África, n.º13, “são como ondas que crescem e rebentam” - e Michelle Williams, protagonista de Wendy & Lucy de Kelly Reichardt, que assinala que o numero 21 na lista é produto de uma realizadora sempre política, mas que embebe os filmes desse factor sem ser “didáctica”.

Outro facto de nota é que, maioritariamente americana, a lista tem ainda assim 11 títulos estrangeiros em 25. Os géneros são variados, com o drama a ter um peso importante e com duas animações à mistura, com Divertida-Mente, de Pete Docter e Ronnie del Carmen, a juntar-se a Chihiro, com a acção de Mad Max - Estrada da Fúria em 19.º  mas também com a comédia de Judd Apatow eleita para rematar o top 25 graças ao Virgem aos 40 Anos. Contam-se quatro realizadoras nas escolhas do New York Times - Varda, Bigelow, Denis e Reinhardt.

A lista de 25 filmes é a seguinte (o trabalho pode ser lido na íntegra aqui):

Haverá Sangue, Paul Thomas Anderson (2007)
A Viagem de Chihiro, de Hayao Miyazaki (2001)
Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos, de Clint Eastwood (2004)
China - Um Toque de Pecado, de Jia Zhang-ke (2013)
A Morte do Senhor Lazarescu, de Cristi Puiu (2006)
Yi-Yi, de Edward Yang(2000)
Divertida-Mente, de Pete Docter e Ronnie del Carmen (2015)
Boyhood, de Richard Linklater (2014)
Tempos de Verão, de Olivier Assayas (2008)
Estado de Guerra, de Kathryn Bigelow (2009)
A Propósito de Llewyn Davis, de Joel e Ethan Coen (2013)
Timbuktu, de Abderrahmane Sissako (2015)
In Jackson Heights, de Frederick Wiseman (2015)
A Criança, de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne (2006)
Uma Mulher em África, de Claire Denis (2010)
Munique, de Steven Spielberg (2005)
Três Tempos, de Hou Hsiao-Hsien (2005)
Os Respigadores e a Respigadora, de Agnés Varda (2000)
Mad Max - Estrada da Fúria, de George Miller (2015)
Moonlight, de Barry Jenkins (2016)
Wendy & Lucy, de Kelly Reichardt (2008)
I'm Not There - Não Estou Aí, de Todd Haynes (2007)
Luz Silenciosa, de Carlos Reygadas (2007)
O Despertar da Mente, de Michel Gondry (2004)
Virgem aos 40 Anos, de Judd Apatow (2005)