Pianista Lubomyr Melnyk nos 31 anos da Rádio Universidade de Coimbra

As comemorações estão incluídas na semana cultural da Universidade de Coimbra e têm como figura central o músico canadiano.

A rádio vai emitir um ciclo de entrevistas com antigos professores da universidade
Foto
A rádio vai emitir um ciclo de entrevistas com antigos professores da universidade CARLA CARVALHO TOMAS / PUBLICO

O pianista e compositor Lubomyr Melnyk vai a Coimbra em Março para dar um concerto e várias masterclasses no âmbito dos festejos dos 31 anos da Rádio Universidade de Coimbra (RUC).

O anúncio foi feito pelo presidente da RUC, Francisco Coroa, em conferência de imprensa, nesta terça-feira. O concerto de Melnyk, canadiano mas de ascendência ucraniana, tem lugar no 10 de Março no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV) e custa entre 12 e 14 euros.

Lubomyr Melnyk, que já passou por Portugal em 2015, é conhecido pela “música contínua”, uma técnica que consiste em notas rápidas e longas séries, que começou a desenvolver quando trabalhava na Ópera de Paris, na década de 1970. Os músico detém recordes de velocidade ao piano, algo que representa apenas “uma amostra da [sua] técnica”, refere Francisco Coroa.

Mas o artista não se fica pela sala do TAGV. Lubomyr Melnyk vai dar um conjunto de masterclasses no Conservatório de Música de Coimbra “abertas a alunos e professores de piano de todo o país” nos dias 8, 9 e 10 de Março.

Francisco Coroa explica que a iniciativa partiu do próprio pianista que, ao “perceber que era uma cidade de estudantes”quis acrescentar a masterclass à passagem por Coimbra. O preço das lições com Lubomyr Melnyk ainda não está definido, mas deve andar entre os 100 e os 200 euros e período de inscrições vai abrir ainda esta semana.

O projecto “Memórias”, que, tal como o concerto, é integrado na semana cultural da UC, serve igualmente para assinalar o 31ºaniversário da rádio. “Memórias” é um ciclo de “grandes entrevistas” com cinco professores jubilados da universidade de Coimbra, que vai para o ar semanalmente a partir do próximo dia 23.

Entre as figuras de várias áreas que vão ajudar a fazer, nas palavras do vice-presidente da rádio, Tomás Nogueira, o “levantamento do espólio imaterial da UC” estão o antigo reitor Rui Alarcão e o constitucionalista José Gomes Canotilho.

Francisco Coroa sublinhou o papel da emissora como rádio local de proximidade com a população, mas também como uma “alavanca cultural”.